7 formas para colaborar com a Enciclopédia da Regeneração da Bacia do Rio Doce

Em 2015, às 15h30min do dia 5 de novembro, no Município de Mariana, ocorreu o rompimento do dique da barragem de Fundão, da mineradora Samarco/Vale.

Extravasaram 63 milhões de m³ de lama, que atingiram em seguida a barragem de Santarém, de acumulação de água de drenagem de Fundão e da barragem de Germano. Com a mistura da lama com a água de Santarém, o rejeito ganhou mais volume e velocidade, destruindo totalmente o Distrito de Bento Rodrigues, situado a jusante das barragens. Morreram nesse trecho 19 pessoas.

Após ter destruído Bento, a lama destruiu também o distrito de Paracatu de Baixo. A lama prosseguiu pela calha do Rio Gualaxo do Norte atingindo e impactando gravemente o distrito de Gesteira, seguindo até encontrar o Rio do Carmo, na cidade de Barra Longa, onde também provocou grande destruição. 

Mais à frente, a lama adentrou o Rio Doce, seguindo nesse até o mar. E o que vem depois, você sabe?

Com o objetivo de energizar uma das iniciativas que não nos deixam esquecer este crime e barbárie, selecionamos alguns itens para que você conheça os esforços da Enciclopédia da Regeneração da Bacia do Rio Doce.

Divirta-se!

O post 7 formas para colaborar com a Enciclopédia da Regeneração da Bacia do Rio Doce apareceu primeiro em Águas Mídia Livre.