entre o sócio e o ambiental

degradação ambiental
e desigualdade social
são faces da mesma moeda

pandemia escancarou essas questões
mas o sistema
(status quo, chame como quiser)
tem enorme capacidade
de normalizar coisas

qual normal?

as crises permanentes
em que vivemos?

o objetivo destas crises
é não serem resolvidas

mas pq?

1. pra legitimar a escandalosa concentração de riqueza

2. pra impedir/adiar medidas concretas
anti catástrofe ambiental/climática

e onde está o Brasil
neste momento?

ladeira abaixo na sua histórica posição
de liderança ambiental
e
em franco desmonte de inúmeras áreas

não é falta de projeto
como tentam nos fazer crer

este é o projeto

e quais são as reações?

– o sub-nacional se articulando
(ex: consórcios de governadores)

– soc. civil, empresas, etc se mobilizando

dentre inúmeros outros exemplos

o momento parece ser o de:

– seguir em frente

– manter a saúde boa
dentro do possível

– buscar bóias salva-vidas todo dia
que nos dêem força pra seguir em frente

e o que fazer com
aquele colega, parente ou vizinho
que segue ignorando a realidade?

– cancelá-lo?
– bater boca?
– tentar dialogar?

não tenho a menor ideia

não sei se será aí
que este jogo duro
será ganho

eterno dilema do
local-global

#impactonaencruzilhada

O post entre o sócio e o ambiental apareceu primeiro em Fábio Deboni.