mini-série do quase investidor

Cena 1:
– novo Instituto criado
pra ‘mudar o mundo’
– muita fumaça e expectativa

Cena 2:
– novo Instituto contrata
captador de recursos

Cena 3:
– novo Instituto nasceu
sem equipe, sem orçamento
e
sem vergonha de disputar $
com a sociedade civil
que supostamente
deveria fortalecer

– – – –
pq sou crítico a essa ideia:

1. o papel do investimento social privado
é o de doar/investir $ e não captar (em essência)
(já discuti isso aqui: https://gife.org.br )

2. se quem pode investir $
não o faz
quem o fará?

3. nem todo matchfund é genuíno
às vezes esconde o sonho da mantenedora
em ‘aliviar a conta do seu próprio instituto’

sim
em alguns contextos
essa ideia pode ser viável e potente
papo pra outro post

#impactonaencruzilhada

O post mini-série do quase investidor apareceu primeiro em Fábio Deboni.