o novo e o velho

de um lado
práticas arcaicas
do século 19

de outro
inovações disruptivas

de um lado
falta de saneamento básico
trabalho escravo
e uma coleção de problemas socioambientais

e

de outro
tecnologias ultramodernas e de ponta

tempos de dúvidas onde não deveria haver

vacinas em xeque
democracia em xeque
verdade em xeque

o pior é perceber
que a distância
entre o novo e o velho só cresce

como lidar então com os problemas do passado
ainda não resolvidos?

como melhorar o acesso essas inovações
para setores historicamente excluídos?

não tenho a menor ideia
e passei por aqui
apenas para refazer perguntas incômodas como estas

afinal

seguiremos invisíveis
ao algoritmo

#impactonaencruzilhada

O post o novo e o velho apareceu primeiro em Fábio Deboni.